terça-feira, 29 de outubro de 2013

Vem ai 7º edição do Bookcrossing... participe!

Bookcrossing "Luz de Luma, yes party!"

De 08 a 16 de Novembro
Liberte um livro...
Liberte vários livros...

Foto: http://luzdeluma.blogspot.com/search/label/Bookcrossing

                         


Nas edições anteriores do BookCrossing Blogueiro, muitas crianças participaram acompanhando seus pais, outras preferiram também libertar seus próprios livros. As crianças que ainda não compreendiam a essência do movimento por causa da tenra idade, foram instruídas por seus pais e professores, a fazerem trocas de livros que aconteceram nas escolas e praças públicas.

Você tem filho? Não deixe de repassar para ele os valores da compaixão - Os livros que não nos servem mais, poderão ser utilizados por outras pessoas. Desapegue!

Para maiores informações:


sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Penumbras


Quantas vezes o seu corpo
Revelou-se nas penumbras
Eu aproveitei de suas sombras
E também de sua luz

Era essa nossa eclipse parcial
A projetar nossos sonhos
Como um observador
Um gato cinzento no escuro

Você se vestia de pele
Do cinza claro da lua
E eu me vestia de branco
Do pratear dos espelhos

Nosso amor foi volúpias
Foi paixão, foi sedução
Foi uma órbita nas estrelas
Mas acabou feito meteoro.


Autor: Gilberto Fernandes Teixeira

terça-feira, 22 de outubro de 2013

Espinhos.


 Há algum tempo...
Que enrijeço o peito
Cerro os punhos
Fechos os olhos

Há algum tempo...
Que tenho amado sozinho,
Calado,
No esquecimento

Há algum tempo...
Que os espinhos me cobrem
Que estou seco
E sem coração...


Autor: Gilberto Fernandes Teixeira

domingo, 13 de outubro de 2013

Vale do amor


Abra o seu coração
Para o vale do amor
Deixe o sol brilhar
Eleve-se!

Experimente!
Amar é sempre bom
Produz renovo
Produz esperanças

Abra as portas
Abra as janelas
Abra a sua casa
Abra a sua vida

O amor virá...
Pois ele está no ar
Ele é a primeira luz que entra
Quando você o deixa entrar.


Autor: Gilberto Fernandes Teixeira

domingo, 6 de outubro de 2013

Morfeu.


Tenho moldado sonhos
Esculpido realidades
Minha natureza é metamórfica
Eu fabrico casulos
Eu liberto borboletas
Meus sonhos são desenhados
Por cores vivas
Meus pensamentos são utopias
Gestadas pelas aparências
Eu sou você quando quero
E em você me transformo

Por isso beije-me!!!

Autor: Gilebrto Fernandes Teixeira

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Estagnado.


Nada além da areia...
E o sucumbir das horas
Desapareço no tempo
Sem deixar rastros ou histórias

Assim como que pedindo socorro
Vou sumindo por inteiro
Já não mereço o dia
Nem mereço ser lembrado

Apago-me completamente
Num deserto de serpentes
Onde o vento não sopra
Com medo de ser picado.


Autor: Gilberto Fernandes Teixeira

terça-feira, 1 de outubro de 2013

Codinome.


Eu beijei sua lívida face
E senti um frio dorsal
Seus lábios eram salgados e doces
E tinham uma inexplicável poesia

Eu fitei seus negros olhos
E sentir a pérola de tua alma
Eu ouvi a sua suave respiração
E notei seus sussurros de amor

Eu afaguei seus lisos cabelos
E percebi um perfume de fruta
E u lhe avalie com olhos clínicos
E lhe dei 10 em todos os quesitos

Eu fiquei apaixonado pela sua beleza
E lhe escrevi um pequeno poema
Eu percebi seu belo sorriso
E lhe resguardei em um codinome.


Autor: Gilberto Fernandes Teixeira