quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Aluga-se...


Aluga-se uma casa na rua dos bobos 
Aluga-se um quarto no apartamento dos sonhos
Aluga-se um coração de poeta
Aluga-se um vestido de noiva 

Aluga-se um blog de poesia
Aluga-se um espaço virtual nas nuvens
Aluga-se a luz do brilho da lua
Alugam-se asas de borboletas mortas

Alugam-se utopias para realistas
Alugam-se pipas para soltar ao vento
Alugam-se redes de pescar mariposas
Alugam-se vagas entre as vagas

Aluga-se urgente!
a placa de aluguel deste imóvel.

Autor: Gilberto Fernandes Teixeira

quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

O navegante.


Navega minha alma solitária
Num crepúsculo de sol dourado
Sou um barco a velas no fim do oceano

Navega meu coração apaixonado
A deslizar sobre as brancas brumas
Sou um sonhador a declamar poesias

Navegam meus olhos sobre a linha do horizonte
Desenhando o sol e seus raios boreais
Sou apenas um pássaro sem asas

Navega meu corpo na direção dos ventos
Que vem do sopro,
Do sopro dos seus pensamentos.


Autor: Gilberto Fernandes Teixeira