domingo, 5 de maio de 2013

Holograma



Eu a vi completamente
Em 3D brilhante
Aparecendo do nada
Num espaço virtual
Cheio de luzes e cores
Assim...
Como em um holograma
Ela me beijou
Mormurou um adeus
E sumiu para sempre.

Autor: Gilberto Fernandes Teixeira

4 comentários:

  1. devias tê-la abraçado ;)

    bjs

    ResponderExcluir
  2. Não deu tempo amiga, foi muito rápido...

    ResponderExcluir
  3. Muito interessante sua poesia,gostei!bjs e boa semana,

    ResponderExcluir
  4. Seja bem vinda Anne Lieri! É um grande prazer recebê-la no Metalurgia das Letras. Abraços Fraternos.

    ResponderExcluir