sábado, 11 de fevereiro de 2012

Dos dois lados


Correr atrás do vento
Sem nunca pegar as penas
Saltar de felicidades
Invejar o vôo.

Ser amigo até a morte
Estar sempre na defesa
Gritar consigo mesmo
Ouvir muito.

Voar na frente
Coração acelerado
Brincar de mergulhar
Subir a tempo.

Não vacilar na Terra
Entregar cartas de amor
Voltar sempre
Fugir nunca.

Autor:  Gilberto Fernandes teixeira

2 comentários:

  1. Esse é o meu amigo... sempre nos brindando com poemas lindíssimos.
    Valeu Gilberto.
    Abraços

    ResponderExcluir
  2. O prazer da liberdade...
    Abraço do Zé

    ResponderExcluir